Dinheiro não deve atrapalhar o namoro

por Cláudia Santos

Casais devem ser transparentes quanto ao uso do dinheiro. Crédito: bit.ly/31jBX3Tbit.ly/31j

Dinheiro faz parte da vida dos casais. Sejam namorados, noivos ou casados. A questão é que as finanças são tabu em muitos relacionamentos. Melhor encarar de frente e com transparência o assunto desde o início do namoro. E evitar um problemão no futuro. Isso porque, quase metade dos casais briga por conta de dinheiro, segundo pesquisa feito pelo Banco Central e o SPC Brasil.

Imagem

Tem gente que gosta de impressionar no início do namoro e gasta mais do que tem. Outros se comprometem mais ainda com dívidas para não decepcionar o companheiro. Em levantamento do SPC Brasil sobre o presente os neste Dia dos Namorados, 33% admitem que vão presentear mesmo com as contas em atraso. Outros 30% assumem gastar mais do que podem. Existem formas mais criativas para comemorar o Dia dos Namorados. Veja aqui.

Continua após Publicidade

Dividir para somar

Vale a pena deixar claro como as contas serão pagas pelo casal. Saídas para o restaurante, cinema, balada, viagens são gastos que podem ser negociadas. O acordo vai da conveniência de cada casal. Há quem assume as contas dos dois e quem divida tudo por igual. Uma terceira opção é cada um contribuir de acordo com suas finanças. O ideal é que não haja um desequilíbrio financeiro de uma das partes.

Transparência

Se dinheiro e um dos motivos de briga entre casais, seja transparente. Deixe claro até onde você pode gastar. Caso esteja com problemas, abra o jogo. É mais fácil pensar uma saída em conjunto. Também evita que você fique ainda mais endividado. Converse com seu parceiro sobre como planejar gastos, poupar e também como investir. Evite desgastes na relação.

Sonhos

Façam planos juntos. Como por exemplo, construir uma reserva financeira para uma viagem de férias. Cada um juntando no valor e prazo planejados. Dá para se divertir sem comprometer o orçamento. Com planejamento, pode-se pesquisar melhores opções e formas de pagamento. Comece por fazer um orçamento doméstico para saber quanto você gasta e de quanto pode dispor.

Independência

Mesmo em vida a dois, é importante a independência. Cada um pode usar seu dinheiro como queira, separadas os gastos comuns, é claro.  É importante tomar suas próprias decisões quanto ao uso do seu dinheiro. Só não vale mentir sobre isso para não contrariar o parceiro e evitar brigas, como fazem muitos casais.

Dicas

Os casais que raramente se desentendem por conta de dinheiro dão a dica. Para 84% dos casados nessa situação, o motivo é que concordam com a forma como o parceiro lida com as finanças. Mas há quem prefira a omissão. Para 16% não há briga porque o assunto não é discutido entre os parceiros. Se for o caso, é melhor começar a mudar de comportamento. Em qualquer caso, hoje é dia de curtir com o parceiro, com ou sem dinheiro.

 

 

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter

Deixe seu comentário O que você achou?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algum conteúdo impróprio, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após Publicidade