Troque o cofrinho pela mesada digital e eduque o seu filho para usar o cartão

por Rosa Falcão

Pais trocam o tradicional “cofrinho” pela mesada digital, e controlam melhor as despesas dos filhos.

Esqueça o cofre em formato de porquinho onde a gente guardava o dinheiro da mesada. A onda agora é a mesada digital. Como assim? Na era da tecnologia,
os pais estão aderindo à conta digital, que funciona como um cartão pré-pago. A transferência do dinheiro é feita para o cartão do filho pelo celular ou pela conta online.

Educação financeira – Antes, porém, é preciso educar financeiramente a criança ou o jovem para fazer a gestão de sua conta mesada. Uma oportunidade para ensinar noções de gestão da mesada, consumo consciente, poupança, e o uso do dinheiro de plástico. É preciso saber distribuir a grana para atender às necessidades, e fazer o dinheiro render até o final do mês.

Continua após Publicidade

Controle e disciplina – A periodicidade da recarga pode ser semanal ou mensal. Se for necessário, uma carga extra pode ser colocada para alguma excepcionalidade, como uma viagem ou balada com os amigos. Mas qual a vantagem da mesada digital? O maior controle e a disciplina dos gastos, tanto por parte dos pais quanto dos filhos.

Nova modalidade – Pensando na nova tendência, a bandeira VISA lançou o  cartão mesada Turma da Mônica. Para adquirir o cartão basta entrar no site do cartão, baixar e instalar gratuitamente o aplicativo em seu celular e no aparelho de seu filho. Após fazer a primeira recarga, ambos poderão acompanhar o saldo, os gastos, e até bloquear o cartão em caso de perda.

Regras claras – Liberdade com responsabilidade. Essa é a proposta da mesada digital para as crianças e jovens. Mas os pais devem ficar ligados. Para que a nova modalidade de mesada seja uma experiência positiva é importante não flexibilizar as regras. Ou seja, as eventualidades que poderão gerar cargas extras de dinheiro deverão ser questionadas e bem justificadas.

Mesada virtual – Lembre-se que a experiência da mesada virtual pode ser uma oportunidade de educar o seu filho para usar o dinheiro de plástico. Atualmente, o cartão de crédito é considerado o grande vilão do orçamento doméstico, e a principal causa de endividamento das famílias. Portanto, nada de colocar o seu filho como dependente do cartão de crédito.

 

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter

Deixe seu comentário O que você achou?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algum conteúdo impróprio, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após Publicidade