Oportunidades de emprego acima dos 50

por Rosa Falcão

Vivência, experiência, amadurecimento, compromisso. São qualidades que pouco contam para o profissional que passa dos 50 anos no Brasil. Situação oposta à dos países desenvolvidos, onde a maturidade é valorizada no mercado de trabalho. Pois é, à medida em que o calendário dos “enta” avança aumenta a preocupação do brasileiro com a permanência no emprego. Ele sabe que entra para a categoria de mão de obra “descartável”. Principalmente em tempos de recessão da economia e alta do desemprego. A lógica é perversa. Cortar os mais velhos e ficar com os mais jovens para pagar salários mais baixos.

Expectativa de vida
A pergunta que não quer calar: O que fazer com a massa de trabalhadores maduros do ponto de vista da produtividade da economia? Sim, porque envelhecer não significa ficar de fora do mundo do trabalho. As estatísticas confirmam. A cada ano que passa o brasileiro vive mais. Segundo o IBGE, a expectativa de vida hoje é de 75,5 anos. Projeções apontam que a população de idosos no país chegará a 41,5 milhões em 2030. Em 2050 vai representar 23%, cravando 65,5 milhões de pessoas.

Abaixo o preconceito
As empresas brasileiras precisam vencer o preconceito e abrir as portas para a mão de obra grisalha. Como a idade média de aposentadoria é de 58 anos, tem muita gente que sai do mercado de trabalho, mas continua em plena capacidade intelectual. E claro, com vontade de colocar a mão na massa. Por que não aproveitar esses talentos para somar experiências ao ambiente de trabalho? Contratar aposentados pode ser também interessante do ponto de vista da produtividade da empresa.

Continua após Publicidade

Flexibilização do trabalho
Pensando nisso, o Instituto de Longevidade da Mongeral Aegon lançou a proposta de uma lei que cria um contrato de trabalho flexível para os aposentados. Chama-se Regime Especial de Trabalho do Aposentado (Reta). A proposta está tramitando no Congresso Nacional. Se for aprovada, a empresa que contratar o aposentado ficará livre das contribuições previdenciárias, isenta dos depósitos do FGTS e do pagamento do décimo terceiro salário. Interessante porque o aposentado não precisa mais pagar o INSS; já resgatou o seu FGTS e recebe o décimo terceiro da Previdência Social.

Experiência é diferencial
Existem outras boas iniciativas de inserção do aposentado no mercado de trabalho. O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) abriu este ano 510 vagas para consultor de crédito, destinadas aos aposentados com mais de 60 anos que já trabalharam em bancos, para orientar as micro e pequenas empresas no acesso ao crédito. Os consultores contratados recebem R$ 453 por empresa atendida. Uma porta que se abre para as cabeças brancas.

Há vagas para cinquentões
A quarta maior rede de supermercados do país, Cencosud Brasil, também está recrutando pessoas com mais de 50 anos através do programa Talentos Experientes. No total serão contratadas 700 pessoas para trabalhar nas redes Bretas, GBarbosa, Prezunic, Mercantil Rodrigues e Perini até 2018.O grupo possui hoje 28 mil colaboradores em 211 lojas, distribuídas por oito estados, entre eles, Pernambuco. Os interessados poderão cadastrar o currículo aqui.

Plataformas oferecem cursos gratuitos
Se você faz parte desse público, conheça algumas plataformas online. Uma delas é a Maturijobs. A principal filosofia do criador do projeto, Morris Litvak, é quebrar o paradigma existente nas empresas de que as pessoas mais maduras ficam obsoletas. Ao cadastrar o perfil na plataforma, os inscritos poderão participar de cursos e de eventos, além de ter acesso às oportunidades de emprego. O Instituto de Longevidade também oferece cursos e treinamentos online gratuitos. Para se inscrever basta acessar o site do instituto. Uma oportunidade de se atualizar e garimpar um emprego. Mexa-se!

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter

Deixe seu comentário O que você achou?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algum conteúdo impróprio, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após Publicidade