Mulheres no controle da bolsa… de valores

por Leianne Correia

Investir na bolsa de valores não é coisa de amador, reza a cartilha do mercado financeiro. Principalmente quando as turbulências atingem as finanças e a ordem é o salve-se quem puder para não perder dinheiro. Os que mantêm a cabeça fria e os nervos sob controle têm melhores condições de se dar bem, ou pelo menos não se dar tão mal. Que o digam as mulheres.

Pois é. Menos sendo minoria absoluta entre os investidores do mercado de ações, são elas as que tendem a lidar melhor com os momentos nervosos da entidade mercado financeiro, com destaque para as turbulências. O estudo foi feito por uma empresa europeia de investimentos, a Nutmeg Saving and Investment Ltd e foi publicado pela Bloomberg.

Continua após Publicidade

No levantamento, a chance de um investidor masculino desistir da aplicação é até quatro vezes maior comparado às mulheres. Na coleta, os dados mostram que, entre 50 mil investidores do Reino Unido, as mulheres tendem a se manter firmes frente a eventos como o pânico gerado pela dívida grega, em 2013, e a turbulência de fevereiro de 2018 por medo da alta de juros nos Estados Unidos.

Tal pesquisa reforça os números que mostram que mais mulheres estão se aventurando na bolsa de valores. Mesmo tendo um perfil mais conservador no quesito investimento, onde preferem a calmaria e “segurança” da caderneta de poupança, as investidoras estão descobrindo e gostando do mercado de ações.

Só para se ter uma ideia, o número de investidoras cresceu quase nove vezes nos últimos quinze anos. Pulou de 15 mil mulheres aplicando no mercado de ações, em 2002, para 141,7 mil investidoras da bolsa de valores, no ano passado.

Independentemente de sexo, o investimento em ações é uma opção para quem detém conhecimento sobre este mercado. A informação é a melhor conselheira na hora de aplicar seu suado dinheirinho. Sempre lembrando que este é um investimento de longo prazo. Para quem quer se aventurar nesta seara, boa sorte a tod@s!

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter

Deixe seu comentário O que você achou?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algum conteúdo impróprio, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após Publicidade