Empreendedorismo se aprende na escola

por Cláudia Santos

Alunos do Sesi participam da Feira de Empreendedorismo, com produtos desenvolvidos na escola

Empreendedorismo começa na escola, e desde cedo. As crianças estão entrando em contato com o mundo empreendedor. Isso não quer dizer que vão se tornar donos de seus negócios com menos de dez anos. Mas são levadas a despertar para a criatividade e a inovação a partir dos seis anos de idade. E dentro da escola.

Uma criança de seis anos não vai abrir um negócio, como explica Cláudia Azevedo, gestora do programa de Educação Empreendedora do Sebrae/PE. A ideia é levar crianças a jovens a desenvolverem atitudes e comportamento empreendedores. O projeto Jepp (Jovens Empreendedores Primeiros Passos) dissemina o empreendedorismo nas instituições de ensino, para estudantes de 6 a 14 anos.

Segundo Claudia Azevedo, o impacto vai além da escola. O grande efeito é uma mudança de comportamento, que influencia tanto a escola, quanto a família dos alunos de escolas públicas, onde o Sebrae atua. “Há uma mudança de comportamento do aluno, que se vê como empreendedor e leva isso para a família”, explica. Ela da o exemplo de uma aluna que ajudou a mãe com ideias para seu pequeno negócio de venda de bolos.

Continua após Publicidade

Se no início, é trabalhado o comportamento empreendedor, no final do projeto, alunos do 8º e 9º ano põem a mão na massa. Têm contato com ferramentas de negócios, pesquisa de mercado, precificação de produtos. “Ele sai da escola com um plano de negócio, seja passar num concurso público, fazer a viagem dos sonhos, criar um site, depende do que planejou”, explica Cláudia.

O Jeep está rodando em todas as escolas do Sesi, desde 2015, envolvendo mais de 10 mil estudantes. O empreendedorismo é o tema central, mas é trabalhado em todos as disciplinas, de forma transversal. O grande trunfo, segundo Cláudia, é atuar junto com o professor, que é referência para os alunos dentro da escola.

Não é só na escola pública que despertou para o empreendedorismo. Escolas privadas também estão trabalhando o tema entre os estudantes. No Recife, a ABA Global Education e a escola de negócios Baeux, implantaram um projeto para crianças e jovens, a Escola Acelera de Empreendedorismo.

O Acelera ensina competências e habilidades, como trabalho em equipe, liderança, oratória, para essa turma. Assim como no Sebrae, há a preocupação em desenvolver um perfil empreendedor, que também é importante na carreira dos futuros profissionais.

A professora Ana Paula Uriarte explica que o projeto começou neste ano. E já tem uma turma de 50 alunos bastante interessados, já que a participação é opcional e aberta ao público em geral. São duas turmas: regular e play business, para alunos com idades de 9 a 11 anos. Nessa fase, o processo é mais lúdico, com dinâmica e jogos.

Os alunos de 12 a 16 anos entram numa fase mais avançada, o Startup Sounders. Aprendem como criar um startup, desde a ideação, pesquisa de mercado, ao protótipo. Em pouco tempo de implantação, já surgiram ideias inovadoras e promissoras, segundo Ana, como a criação de aplicativos relacionados à compra de ingressos e promoções em shoppings. O Acelera pretende coroar a experiência com uma viagem de imersão ao Vale do Silício, templo da tecnologia nos Estados Unidos.

O ensino de empreendedorismo na escola está conectado com os interesses dos jovens. Um estudo feito neste ano pela Firjan “Jovens Empresários Empreendedores”, mostra que dois em cada três jovens brasileiros têm planos de se tornar empreendedor. Os principais motivos são a realização de um sonho, qualidade de vida, altos ganhos financeiros  mercado promissor. E, por fim, um desejo de muita gente que já está no mercado de trabalho: não ter chefe.

Leia mais no blog sobre empreendedorismo aqui
Veja mitos e verdades sobre empreender aqui

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter

Deixe seu comentário O que você achou?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algum conteúdo impróprio, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após Publicidade