Caiu na malha fina do IR? Saiba o que fazer

por Leianne Correia

Marcos Santos/USP Imagens

O leão da Receita Federal abriu na última sexta-feira (8/12) a consulta do último lote de restituição deste ano e seu nome não estava entre os contemplados. Sabe o que isso significa? Que você caiu nas garras do felino: malha fina. Você e mais 747 mil pessoas que declararam o IR neste ano. E agora? A busca pela informação é o melhor caminho para resolver as pendências junto à Receita.

Procure saber o motivo que o levou à malha fina. A omissão de rendimentos está entre as três principais razões para ser fisgado pelo felino. Depois vem o não repasse de imposto recolhido aos cofres públicos. A empresa desconta o IR do seu salário, mas não entrega os valores à Receita. Por fim, as despesas com saúde e educação, principalmente no primeiro caso. Como é possível deduzir todo os valores com gastos médicos, o leão usa uma lupa sobre estas deduções.

Continua após Publicidade

E como faz para saber o que lhe levou à malha? Basta checar no extrato da declaração. Para isso você precisará de um código de acesso, que é gerado pela Receita Federal. Basta preencher um cadastro com as informações solicitadas (CPF, data de nascimento e número do recibo das duas últimas declarações). Tal código tem validade de dois anos.

De posse do código, acesse o extrato e vá à opção Extrato de Processamento da DIRPF no menu à esquerda. Ela o leva às últimas declarações de IR e na coluna Situação deve dar a informação “com pendências”. Clicando na coluna ao lado, a Serviços, vai mostrar qual a pendência que você tem. Depois deste clique, aparece uma tela com o resumo de sua declaração e a lacuna Pendência, com a seguinte informação: “Durante o processamento de sua declaração foram encontradas algumas divergências. Clique nos links abaixo para obter orientações:”. É só clicar no(s) link(s) e descobrir o que te levou à malha.

No geral, com o banco de dados que a Receita tem e o cruzamento de dados que faz, o leão, na maioria quase absoluta das malhas, está certo. Se este for seu caso, atualize o programa da declaração do IR 2017 e retifique a informação. O programa refazerá as contas e pode resultar desde uma restituição menor como também imposto a pagar. Caso seja esta segunda opção, é melhor ir se apressando para ajustar as contas, porque você já pagará o imposto fora do prazo e os juros cobrados pelo felino são bem salgados.

Quanto mais cedo retificar as informações, mais rápido é liberada a restituição. A Receita paga em lotes extras. Não há um calendário. No geral, o leão libera um lote por mês, dependendo da disponibilidade de caixa do governo, que tem até cinco anos para restituir o valor.

Para saber sobre malha fina, clique aqui

.

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter

Deixe seu comentário O que você achou?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algum conteúdo impróprio, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após Publicidade