Aplicativo ajuda consumidor comparar preços na internet e pagar mais barato

por Rosa Falcão

 

Comprar pela internet caiu no gosto do brasileiro. Afinal, é prático, você economiza tempo, compara preços e pode pagar mais barato. Para facilitar a vida do consumidor, o aplicativo “Mais Barato” da Proteste pode ser usado para pesquisar o preço do produto em várias lojas virtuais ao mesmo tempo. E o melhor: sem ter de abrir muitas abas na tela do computador.

Monitoramento eletrônico
Ao acessar a ferramenta, o consumidor poderá ver o preço de um produto em mais de 30 lojas diferentes na internet. Teste realizado antes do lançamento do App comprovou que os preços podem variar em até 45% de loja para loja e de até 20% de um dia para o outro. Portanto, o aplicativo pode ser um aliado importante na hora de decidir pela compra online.

Como instalar o App
Para ter acesso a ferramenta basta acessar: maisbarato.proteste.org.br e instalar o plugin no navegador Chrome, compatível com os sistemas operacionais Windows, Mac e Linux. O aplicativo é seguro e não permite o acesso aos dados pessoais do usuário. Além disso, fica visível apenas quando a página do produto é acessada. Outra vantagem: não prejudica a velocidade de acesso à internet.

Continua após Publicidade

Como funciona a busca
Ao buscar um produto específico na internet, a ferramenta mostra a oferta mais barata no momento do acesso. Outra possibilidade é fazer o cadastro do preço desejado, que gera um alerta através  de e-mail ou SMS. O App faz a verificação automática dos cupons de descontos, podendo gerar uma economia maior. Mais uma vantagem: o consumidor poderá acessar o histórico de preço para ter a certeza de que está fazendo um bom negócio.

Comércio eletrônico é tendência
Em 2016, o faturamento do comércio eletrônico no Brasil totalizou R$ 44,4 bilhões, alta de 7,4% comparada a 2015. O ano de 2016 encerrou com 47,93 milhões de consumidores no país. Em 2015 somavam 39,14 milhões. A expectativa da Ebit é que novos consumidores entrem no mercado eletrônico este ano, com a migração dos clientes das lojas físicas para o comércio virtual.

Potencial de vendas online
Hoje, as vendas on-line representam 3,8% do varejo brasileiro. O maior acesso aos smartphones e tablets é um dos fatores responsáveis pelo crescimento do comércio eletrônico no país. As operações por meio de computadores e notebooks são majoritárias e representam 78,5% das transações eletrônicas.

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter

Deixe seu comentário O que você achou?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algum conteúdo impróprio, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após Publicidade