7 dicas para planejar (ou mudar) sua carreira

por Cláudia Santos

https://goo.gl/Bs6Xxp

O ano mal começou e o Carnaval está pertinho? Não arranje desculpas para adiar os planos para sua carreira este ano. Se os especialistas dizem que o mercado de trabalho vai melhorar em 2018, faça a sua parte. Dê um up no seu currículo para crescer no emprego ou planeje mudar de área. O importante é não ficar esperando as coisas acontecerem. Veja as dicas para planejar ou mudar sua carreira.

1- Avalie sua área de atuação
Você está satisfeito com o que faz? Se a resposta for sim, siga em frente. Caso contrário, descubra o que você realmente gostaria de fazer. Se reinvente. Às vezes, pode valer a pena tirar um velho sonho do baú. Mas nada de se precipitar. Planejamento é a palavra-chave. Se não consegue saber o que fazer, procure ajuda profissional. Um coaching pode ajudar você a descobrir e desenvolver suas habilidades.

2- Veja como anda seu currículo
Elabore seu currículo de forma realista e veja se ele está compatível com o mercado e com suas pretensões profissionais. Veja onde estão as deficiências e onde você pode melhorar. Também avalie o que falta, caso sua meta seja uma promoção na empresa onde trabalha. Se for investir em uma nova carreira, avalie se precisa começar do zero ou se algumas habilidades e experiências você já desenvolveu.

3- Domínio de idioma ajuda muito
O inglês anda enferrujado? Ou você não passa do “yes”, “no”, thanks? Em qualquer desses casos, é bom pensar em estudar uma língua estrangeira ou treinar a fluência. Dependendo da sua área de atuação, o domínio de outro idioma, às vezes mais de um, como o inglês, espanhol ou mandarim pode fazer a diferença. Estude seu orçamento e veja como encaixar o pagamento de um curso. Se conseguir fazer uma reserva financeira, pode dar um passo maior e passar as férias estudando fora do país. É sempre uma boa opção.

Continua após Publicidade

4– Invista em cursos rápidos
Nem sempre dá para fazer aquele MBA ou uma pós. Mas, alguns cursos podem ajudar no seu desempenho. Aí vale o que pode acrescentar à sua carreira. Há opções até pela internet. Instituições como o Senac, por exemplo, oferecem cursos presenciais e à distância em várias áreas, como gastronomia, administração, tecnologia, beleza. Até oratória pode fazer diferença. Prefeituras e governo do estado também costumam abrir cursos rápidos de capacitação gratuitos. Fique de olho!

5- Planeje sua especialização
Pesquise uma especialização que seja um diferencial para sua carreira. Mas lembre-se: esses cursos geralmente custam caro e exigem tempo e dedicação. Há alguns profissionais que buscam MBAs, pós-graduação, mestrado, doutorado e pós-doc em outros estados ou até mesmo fora do país. Isso exige um bom planejamento, que implica em disponibilidade para viajar e reserva financeira. Ponha tudo na ponta do lápis para não precisar desistir no meio do caminho.

6- Intercâmbio é uma ótima oportunidade
Viajar, conhecer outra cultura, interagir com pessoas diferentes, melhorar a fluência ou mesmo trabalhar fora são bons motivos para tentar um intercâmbio. Você pode ir para vários lugares do mundo, dependendo das regras de entrada para estudantes no país e também do seu bolso. Não é um investimento barato, mesmo que você consiga uma bolsa de estudos, oferecidas por universidades de fora. Pesquise e planeje para aproveitar ao máximo. Há feiras de intercâmbio, agências de viagens, instituições de ensino ou sites que podem ajudar. A Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes www.capes.gov.br abre editais para bolsas no exterior. Dá uma olhada também no Universia www.universia.br.

7- Aposte no trabalho voluntário
Você pode não gastar nada e ainda ajudar outras pessoas. Algumas empresas valorizam profissionais que se dedicam a trabalhos voluntários. Existem ofertas até no exterior. Enriquece seu currículo e pode fazer a diferença na sua vida e de quem é beneficiado pela ação. No Recife, você pode encontrar ONGs com opções de trabalho voluntário no site do Transforma Recife

http://www.transformarecife.com.br.

E lembre-se: fazer um orçamento para saber quanto você pode dispor para qualquer uma dessas atividades e estabelecer suas metas de curto, médio e longo prazo é fundamental. Boa sorte!

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter

Deixe seu comentário O que você achou?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algum conteúdo impróprio, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após Publicidade