Fuja das dívidas no cartão de crédito

por Cláudia Santos

Cartão de crédito deve ser escolhido de acordo com o uso e custo de anuidade
Crédito: bit.ly/2QbdbRvbit.ly

As dívidas no cartão de crédito têm uma das maiores taxas de juros, entre 166% e 291,7% ao ano. Mesmo assim, quitar esse débito não é prioridade para quem está inadimplente. Entre os compromissos financeiros, as parcelas do cartao de crédito são atrasadas com maior frequência. Só perde para os empréstimos feitos a parentes e amigos. Sem contar que o cartão de crédito é responsável por deixar 62,8% desses devedores com nome negativado. Não é para menos que é considerado um vilão. O levantamento foi feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o SPC Brasil. Foram pesquisados consumidores com contas em atraso há mais de 90 dias, nas 27 capitais. Para a maioria, a prioridade para pagamentos em atraso para a maioria é a conta de água.

Pagamento mínimo
Os juros altos do cartão de crédito parecem não assustar os consumidores. Mas deveriam. Quem entra no rotativo, porque pagou abaixo do valor integral, banca uma taxa de 257,7% ao ano. Se tiver que parcelar, no mês seguinte, a taxa cai um pouco, para 166% em média. Na verdade, é a média cobrada pelo banco para fazer o parcelamento, que se tornou obrigatório após o primeiro atraso. Veja aqui

o que mudou no  cartão de crédito. Apesar disso não está no topo dos compromissos assumidos pelos inadimplentes.

Continua após Publicidade

Juros na prática
Se você faz uma compra de R$ 1.100 e paga um mínimo de R$ 100, o restante será parcelado pelo banco. Se for em 12 vezes, com juros de 160% ao mês, você vai pagar R$ 157 em cada parcela. No final do pagamento, seus R$ 1.000 vão virar R$ 1.880. Quase o dobro do que você pagaria se tivesse liquidado a dívida de uma vez. Fique de olho. Inclua o pagamento das dívidas no cartão de crédito dentro do seu orçamento.

Livre-se das dívidas
Quando se está endividado, o melhor a fazer é tentar se livrar das dívidas com juros mais elevados, como o cartão de crédito. Claro, que não dá para deixar de priorizar as contas de água, luz e plano de saúde, por exemplo. O bom é começar a apertar o cinto para tentar deixar a lista de devedores. A facilidade no uso do cartão de crédito explica parte dessa inadimplência. Portanto, hora de tomar algumas atitudes para escapar dessa bola de neve.

Controle
Aproveite ganhos extras como décimo terceiro e férias para quitar as dívidas no cartao de crédito. Leve em conta que ter vários cartõe de crédito não é uma questão de status. É um risco para chegar ao descontrole financeiro. Mantenha um limite de crédito dentro de sua realidade financeira. Pode ser tentador gastar mais quando se tem um teto elevado. Emprestar o cartão para amigos ou parentes pode virar uma encrenca. Se eles não pagarem a conta fica com você. Vai afetar suas finanças e seu relacionamento com eles. Veja mais dicas do portal Meu Bolso Feliz, do SPC Brasil.

Saiba usar
O cartão de crédito é um vilão das finanças, porque a maioria dos devedores não sabe usar. Tem gente que pensa que cartão de crédito é extensão do salário. Faz várias compras pequenas sem se dar conta que a soma pode ficar impagável. Paga juros no parcelado quando pode ter desconto no pagamento à vista. Pode ser uma vantagem quando você concentra as compras e pode ganhar bônus por isso. Se deixar de pagar o valor integral, essa vantagem vai virar um pesadelo.

Veja aqui mais dicas de como usar o cartão de crédito de forma mais racional e deixar suas finanças equilibradas.

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter

Deixe seu comentário O que você achou?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algum conteúdo impróprio, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após Publicidade