9 pegadinhas no supermercado para você comprar mais

por Cláudia Santos

Pegdadinhas nos supermercados envolvem corredores, prateleiras e carrinhos dimensionados para estimular o consumo de produtos . Crédito:http://bit.ly/2xQ6bxs

Quase todo mundo já foi vítima das pegadinhas no supermercado. Você vai lá para comprar um ingrediente que está faltando para sua receita, ou um produto de limpeza, e sai com uma sacola cheia. Quase todo mundo já foi vítima das pegadinhas no supermercado. E não por acaso. Os supermercados usam de marketing e psicologia para fazer você permanecer mais tempo na loja e comprar mais, mesmo que não seja sua intenção. Confira.

1- Tempo perdido – Você já reparou que não tem relógio nas paredes do supermercado (e de outros locais de compra)? A ideia é fazer com que o cliente não perceba o tempo gasto pelos corredores e prateleiras e, claro, fica mais propenso a gastar com o consumo.

2Produtos básicos – O tradicional feijão, arroz, carnes e produtos de limpeza quase nunca estão disponíveis na entrada do supermercado. A menos que estejam em promoção. Até chegar ao que você realmente precisa para o almoço, vai passar por um monte de mercadorias chamativas.

3 Ambiente agradável – O ambiente é um dos focos das lojas. Cores, sons e cheiros funcionam para manter o cliente descontraído. Iluminação adequada valoriza produtos e deixa o local mais aconchegante. O consumidor pode nem se importar em ficar mais tempo por lá, colocando itens em seu carrinho de compras.

Continua após Publicidade

4Preço psicológico – Parece um truque antigo, mas funciona. Um produto por R$ 15,99 vai parecer mais barato que um que custa R$ 16,00. Apesar da diferença de 1 centavo e muitas vezes você acabar pagando R$ 16 por falta de troco, o tal do 0,99 centavos funciona como uma vantagem para quem compra.

5- Gramas X quilo – Outra pegadinha que muitas vezes você não se dá conta é a placa com o preço de 100 gramas ao invés da indicação do valor por quilo. Um queijo que custa R$ 7,90 100 gramas (geralmente em letras menores) dá a impressão de não ser tão caro quanto R$ 79,00 o quilo.

6Parcelamento a perder de vista
– Outro preço que também confunde é o do valor da parcela em substituição ao total. De longe, você enxerga o preço de R$ 30. Mas só quando chega perto é que vê, geralmente em letras minúsculas, o valor total do produto. Aí pode ser tarde. O consumidor pode entender que 30 reais cabem no bolso e fazer a compra.

7Carrinhos cresceram – Você já percebeu que os carrinhos e cestas pequenas praticamente estão sumindo dos supermercados? E não é sem intenção. Carrinhos e cestas lotados dão sensação de limite. É mais fácil você aumentar o número de itens na cestinha ou no carrinho se eles tiverem mais espaço. Aí sua comprinha pode virar uma compra de mês.

8Prateleiras estratégicas – As prateleiras também são colocadas de forma estratégica. As pessoas tendem a observar o que está na sua linha de visão. Portanto, biscoitos recheados e outras guloseimas costumam ficar nas prateleiras de baixo, ao alcance das crianças. Já para os adultos, a tentação fica mais em cima.

9- Dupla dinâmica – Essa pegadinha parece só uma comodidade. Produtos que podem ser consumidos juntos estão sempre próximos. Utensílios para utilizar num churrasco geralmente ficam próximos às carnes, assim como salgadinhos e massas estão alinhados com os molhos.

Planejamento sempre – Para não cair nas inevitáveis pegadinhas, lembre-se de praticar o consumo consciente e planejar suas compras. Uma listinha na mão sempre ajuda. Pesquisar os concorrentes também. Veja mais dicas para não estourar o orçamento na próxima vez que for ao supermercado aqui.

Ferramentas de marketing e de comportamento do consumidor não são estratégias de má-fé dos supermercados. Mas, se houver abusos, não hesite em acionar o Procon para enquadrar o lojista. Você também pode registrar queixa no portal Consumidor.gov

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter

Deixe seu comentário O que você achou?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algum conteúdo impróprio, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após Publicidade