12 dicas para se livrar das dívidas

por Cláudia Santos

Não está fácil para ninguém. Entre os 58% das famílias endividadas, 10% afirmam não ter condições de pagar o que devem, segundo levantamento da Confederação Nacional do Comércio (CNC), em agosto. São pessoas penduradas principalmente no cartão de crédito, mas devem também no cheque especial ou no carnê. Estão com contas de luz em atraso, boletos da escola se acumulando, empréstimos não pagos. Muitos se enrolaram com o consumo desenfreado, se descontrolaram nas finanças, outros entraram nas estatísticas do desemprego. Seja qual for o motivo, ainda dá para salvar as finanças e se livrar das incômodas, e o que às vezes parece, impagáveis dívidas. Vamos lá!

1- Encare as dívidas de frente
Admita que a situação financeira está difícil e pense no que você pode fazer para se equilibrar. Conseguir uma renda extra fazendo um freela ou vender algo que não sirva mais para você é uma boa estratégia

2- Chame a família
Convoque todos efale francamente sobre o assunto. Veja como cada um pode contribuir para reduzir os gastos

3- Liste as dívidas
Faça um levantamento de tudo o que você deve. Ponha num papel o que está em atraso

4- Eleja as prioridades
Comece pelos pagamentos essenciais, como água, luz e telefone, escola, prestação do imóvel

Continua após Publicidade

5- Atenção aos juros
Liste por ordem decrescente as dívidas dos juros maiores para os menores, para ter ideia de por onde começar. As dívidas maiores e de serviços mais essenciais devem ser priorizadas

6- Diminua o custo do débito
Troque uma dívida mais cara por uma mais barata. Se você está enrolado no cheque especial, tente conseguir um crédito pessoal ou consignado no banco, que têm juros menores, e quite a dívida maior.

7- Seja realista
Faça as contas e veja quanto você pode pagar por mês em cada uma delas. Não adianta fazer uma estimativa irreal das previsões de pagamento. Você vai se enrolar de vez

8- Negocie
Procure quem você está devendo e proponha parcelar o débito com desconto nos juros. Os Procons e o Ministério Público fazem regularmente mutirões de negociação com bancos, operadoras de cartão, de telefonia, bancos. Em Pernambuco, a Compesa e a Celpe também convocam clientes para negociar. Mas não se aperte. Lembre-se que além das dívidas você tem outras despesas.

9- Seja radical
Livre-se do cartão de crédito para evitar novas dívidas. Se você não se controla com um cartão de plástico na carteira, deixe-o em casa e só use quando planejar a compra

10- Corte os supérfluos
Dá para deixar de lado o restaurante e a cervejinha no bar enquanto as contas não fecham. Passeios no shopping são sempre uma tentação. Corra deles e de todas as armadilhas de consumo

11- Vire um consumidor consciente
Compre só o que você pode pagar. Corra do parcelamento a longo prazo, pesquise e sempre que possível pague à vista

12- Guarde dinheiro
Mantenha uma reserva financeira para emergências e faça planos de consumo no futuro, sem esquecer uma quantia destinada à aposentadoria.

Compartilhar! Facebook LinkedIn Google+ Twitter
Continua após Publicidade